Bruxismo

O bruxismo, hábito de apertar e ranger os dentes, é comum em cerca de 15% das pessoas. Esses pacientes podem sofrer fortes dores de cabeça, desgaste dos dentes e distúrbios da articulação têmporo mandibular. As causas deste problema podem ser a tensão emocional e o fechamento inadequado da boca.

Estes sintomas são comuns durante o sono. Ranger os dentes à noite e apertá-los durante o dia, formam um problema progressivo onde o paciente perde os parâmetros e só percebe que tem bruxismo se prestar atenção na própria tensão muscular ou se alguém ouvir o ranger noturno. O diagnóstico geralmente é feito depois que surgem algumas complicações.

O primeiro passo é reconhecer o problema. O dentista deve fazer uma análise da boca e eliminar com aparelhos e desgastes seletivos dos dentes os pontos que impedem uma mordida perfeita. Mas isso não é tudo. Pessoas com bruxismo têm um “termômetro psicológico” na boca.

O ideal é perceber que o problema não aparece sem motivo e tentar achar suas causas no dia-a-dia.

O mau contato entre os dentes de cima e de baixo leva a pontos de atrito que aumentam a tensão muscular. Próteses mal feitas como pontes e dentaduras devem ser trocadas. Os dentes precisam ser alinhados com aparelhos.

Outro método usado é o encaixe de placas de acrílico na arcada dental durante a noite. Estas distribuem a força muscular em todos os dentes e não apenas em um ou dois mal posicionados. Por último, o dentista deve fazer um ajuste fino do fechamento da boca.

É realizado um desgaste em lugares específicos de alguns dentes para encaixar a arcada dental superior na inferior sem nenhum ponto de atrito.

Agende sua consulta